Notícias

05/08/2013

Aula inaugural do curso de língua estrangeira instrumental

O Programa de Língua Estrangeira Instrumental- Inglês e Espanhol, lançado pela Escola de Governo do Paraná para atender à necessidade de domínio da língua estrangeira aplicada à rotina de trabalho no setor público, teve início nesta segunda- feira, dia 05 de agosto, com a aula inaugural do curso de língua inglesa. Na abertura, a assessora técnica da EG, Sônia Virmond, deu boas- vindas aos servidores e falou sobre a proposta do curso.

"O objetivo do programa é desenvolver estratégias de leitura técnica de textos em língua estrangeira por meio de metodologia instrumental, que é focada na previsão do conteúdo do texto a partir da análise de títulos, gráficos, ilustrações e no acionamento do conhecimento prévio do leitor”, explicou Sônia.

A primeira etapa do programa é realizada no Palácio das Araucárias em Curitiba, dividida em duas turmas de língua inglesa e uma turma de língua espanhola, com carga horária de 60 horas cada.

As turmas de inglês têm aulas às segundas e quartas – feiras, das 13h30 às 15h30, e às terças e quintas- feiras, no mesmo horário. O professor é Charles Mascena, que estudou o idioma nos Estados Unidos. Com dez anos de experiência na área, Mascena já lecionou em Curitiba no Centro Cultural Brasil – Estados Unidos (Inter Americano) e, em São Paulo, foi professor na União Cultural, no CELLEP, na Cultura Inglesa e no programa In School, no Colégio São Luís.

As aulas de língua espanhola são ministradas às segundas e quartas- feiras, das 16h às 18h.O professor é Rodrigo Rodolfo R. Mata, que é licenciado em Letras Espanhol pela UFPR, é mestrando em Filosofia da Linguagem (UFPR) e analista em Marketing pela Universidade ORT do Uruguai. Mata atua como professor de espanhol no CELIN – Centro de Línguas e Interculturalidade da UFPR, é tradutor na RCTradutores e coautor de sete livros didáticos dirigidos ao ensino da língua espanhola para crianças e adolescentes.

A perita do Instituto de Criminalística do Laboratório de Genética da SESP, Maria Christina Marine, agradeceu a oportunidade e considera a iniciativa uma ação de valorização do servidor público. ”No meu caso, a compreensão de textos em inglês é muito importante, pois toda literatura de genética humana forense está escrita neste idioma”, analisou Maria Christina.

Público-alvo: servidores que atuam nas áreas de assessoria; planejamento; gerenciamento de programas e projetos; parcerias internacionais; pesquisas; turismo; relações internacionais; comunicação e marketing institucional; e ciência e tecnologia.


Aula inaugural Pleim
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.